Destaques

 

Últimos destaques

Linha 15-Prata do monotrilho começa a operar comercialmente nesta manhã

O monotrilho da Linha 15-Prata começou a operar comercialmente e com horário ampliado na manhã desta segunda-feira (10). Inicialmente, o monotrilho irá funcionar das 7h às 19h em apenas um trecho dos 26,6 km prometidos pelo governo estadual, ligando duas estações.

Os trens percorrem 2,9 km entre o Oratório e a Vila Prudente, onde há integração com a Linha 2-Verde do Metrô. O intervalo de circulação é de seis minutos. É o primeiro monotrilho em operação no país.

A tarifa de R$ 3,50 passa a ser cobrada, com preço igual ao dos bilhetes da CPTM e do Metrô. Durante a fase de testes, que começou em 30 de agosto de 2014, o trecho estava aberto gratuitamente, mas só aos fins de semana, das 10h às 15h.

Por causa da inauguração nesta segunda-feira, as visitas controladas foram suspensas na última quarta-feira (5) para a realização dos últimos ajustes nos equipamentos e sistemas.

Quando estiver completa, ligando o Ipiranga a Cidade Tiradentes, a Linha 15 deve transportar 500 mil pessoas diariamente. Serão 18 estações e 26,6 km de extensão. Os trens do monotrilho trafegam a 15 metros de altura e têm sua operação totalmente automática.

  •  
Monotrilho da Linha 15-Prata será aberto para visita a partir deste sábado (30) (Foto: Marcos A. Silva/ Metrô/Divulgação)Monotrilho da Linha 15-Prata, em imagem de arquivo (Foto: Marcos A. Silva/ Metrô/Divulgação)

Atrasos
Em 2009, o então governador José Serra (PSDB) disse que a expectativa era que a Linha 15-Prata chegasse da Vila Prudente a São Mateus até 2010, com a expansão até Cidade Tiradentes concluída em 2012.

Depois, em julho de 2013, a entrega do primeiro trecho foi prometida pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) para janeiro de 2014. Quando o prazo chegou, a abertura foi adiada para março e, finalmente, a operação assistida começou em agosto do ano passado.

Em março deste ano, o secretário Estadual de Transportes, Clodoaldo Pelissioni, afirmou que o desvio do Córrego Mooca, essencial para a construção das próximas três estações da linha, começaria em abril e seria concluído em 15 meses.

Dinamite, monotrilho, Zona Leste, SP (Foto: Reprodução)Dinamite achado em monotrilho (Foto: Reprodução)

Explosão
Na madrugada de 29 de junho de 2014, quatro pessoas não identificadas tentaram explodir uma das colunas da obra do monotrilho da Linha 15-Prata, segundo investigação da Polícia Civil. O incidente ocorreu em um trecho mais adiante, na Avenida Sapopemba, altura do número 10.200.

Duas bananas de dinamite e dois metros de pavio de pólvora foram afixados com fita adesiva a um dos pilares na Av. Sapopemba.

Policiais ouvidos pelo G1 disseram que, no material apreendido, não havia um detonador. O caso foi registrado como tentativa de explosão no 69º Distrito Policial (DP), Teotônio Vilela.

Além de policiais, vigilantes da obra e testemunhas disseram à equipe de reportagem que suspeitam que a tentativa de explosão da coluna do monotrilho não foi realizada por criminosos profissionais. Para eles, quem afixou os cartuchos explosivos não tinha conhecimento do seu poder de detonação.

  •  
O Metrô de São Paulo inicia a cobrança de passagem na Linha 15-Prata. A linha é operada por meio de monotrilho e nesta fase a operação é apenas entre as estações Oratório e Vila Prudente, que faz interligação com a Linha 2 (Verde), na Zona Leste da cidade (Foto: Paulo Lopes/Futura Press/Estadão Conteúdo)Monotrilho na Zona Leste (Foto: Paulo Lopes/Futura Press/Estadão Conteúdo)
© Tropical FM - 87,9 - Ligou Tropical, ligou legal!
BRLOGIC